Logomarca IBE

Prorrogado prazo para inscrições no Ciência sem Fronteiras

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou esta semana a prorrogação por mais dez dias do prazo das inscrições para o Programa Ciência sem Fronteiras. Os candidatos têm até o dia 24 para se inscrever nas novas chamadas que preveem graduação tipo sanduíche em instituições na Suécia, Hungria, Noruega, Austrália, Alemanha, no Canadá, na Coreia do Sul, Espanha, nos Estados Unidos, na França, Holanda, Itália, no Japão, em Portugal e no Reino Unido. O prazo inicial terminaria no dia 14 de janeiro.

De acordo com o ministério, até o momento, mais de 40 mil pessoas se candidataram à seleção do programa. Com a prorrogação, a pasta pretende garantir a maior participação de estudantes. As áreas oferecidas no programa de intercâmbio são ciências exatas e da terra, engenharia, computação e tecnologia da informação, biologia, ciências biomédicas e da saúde, e indústria criativa (produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação).

Segundo Mercadante, as áreas de humanas são contempladas em outras bolsas de estudos. “O déficit do Brasil não está em humanidades. Nas humanidades, o Brasil tem uma expressão bastante grande. O déficit são as engenharias”, disse, ao explicar o foco do Ciência sem Fronteiras.

O ministro lembrou que o Ministério da Educação (MEC) vai aplicar 500 mil testes de nivelamento de proficiência em língua inglesa até 2014. A medida faz parte do Programa Inglês sem Fronteiras, que auxilia os candidatos para não serem prejudicados pelo idioma e, assim, garantirem bolsas em universidades no exterior.

O Programa Ciência sem Fronteiras foi lançado em dezembro de 2011 e já concedeu cerca de 18 mil bolsas. A meta é oferecer 101 mil até 2015. Serão 75 mil por parte do governo federal, e as demais, em parceria com a iniciativa privada.

 

(Fonte: Agência Brasil)