Logomarca IBE

Conheça as bolsas de estudos financiadas pela Comissão Europeia para o Brasil

Estudantes, acadêmicos e funcionários de instituições de ensino brasileiras que têm interesse em estudar na Europa mas precisam de auxílio financeiro contam atualmente com três programas dentro do Erasmus Mundus, financiados pela Comissão Europeia: Mundus Lindo, Babel e Preciosa. Tratam-se de consórcios internacionais entre universidades europeias e latino-americanas que visam à implementação de programas de mobilidade de estudantes, docentes e investigadores.

Os interessados podem se candidatar a bolsas de estudo para graduação e mestrado, enquanto os doutorandos podem receber o benefício para Doutorado e Pós-Doutorado. As vantagens de aderir ao Erasmus Mundus são várias: excelência acadêmica em cursos de alto nível e relevância; oportunidade de estudar e viver em no mínimo de dois países europeus; apoio integral aos candidatos selecionados; diplomas oferecidos por cada institiuição-membro do curso conjunto; um ambiente altamente internacional e multicultural pela convivência com colegas e professores de todas as partes do mundo; além da oportunidade de viajar e fazer amigos de todo o mundo.

Em dezembro de 2012 o Erasmus Mundus lançou um novo edital, acrescentando alterações ou esclarecimentos à edição anterior, de dezembro de 2011. Os novos elementos são válidos para a apresentação de propostas para a seleção deste ano (clique aqui). As candidaturas devem ser apresentadas por instituições europeias de educação superior. O prazo para a apresentação de candidaturas para a Ação 2 do Erasmus Mundus - Parcerias (que incluem os programas Mundus Lindo, Babel e Preciosa) é 15 de abril de 2013 até às 12 horas (horário de Bruxelas).

Antes de se aventurar, contudo, é importante pesquisar as oportunidades e se preparar, já que são exigidos vários documentos. Além disso, o candidato deve buscar com antecedência a universidade onde vai estudar e checar se a bolsa é aceita. O benefício em geral só é concedido depois da aprovação pela instituição e mediante diversos outros requisitos. Leia abaixo sobre os programas do Erasmus Mundus oferecidos ao Brasil.

Mundus Lindo

O projeto Mundus Lindo integra o Erasmus Mundus Ação 2 do projeto e é constituído por 20 universidades, sendo 7 europeias e 13 da América Latina. Seu principal objetivo é a promoção da cooperação no ensino superior entre a União Europeia e os países latino-americanos envolvidos: Brasil, Bolívia, Chile, Cuba, Equador, Paraguai e Peru.

De acordo com as orientações da Comissão Europeia, alunos e funcionários de quase todas as áreas podem participar do projeto. Os campos elegíveis são: Ciências Agrícolas; Arquitetura, Planejamento Urbano e Regional; Estudos Empresariais e Ciências de Gestão; Educação, Formação de Professores; Engenharia, Tecnologia; Geologia, Geografia; Direito; Matemática, Informática; Ciências Médicas; Ciências Naturais; Ciências Sociais; Comunicação e Ciências da Informação; Energias Renováveis, Mudanças Climáticas e Direitos Humanos.

O apoio financeiro varia de mil euros ao mês, para graduação e mestrado, a 1800 euros para pós-doutorado. Os valores são para cobrir as despesas de subsistência no país de acolhimento, um bilhete de avião de duas vias, e um seguro de acidentes, saúde e de viagem válido durante todo o período de mobilidade na Europa. Para mais informações clique aqui

Babel

O projeto Babel compreende 20 parceiros europeus e 27 instituições associadas. Entre seus objetivos estão o aumento da cooperação internacional entre as instituições de ensino superior europeias e latino-americanas, contribuindo assim para promover o desenvolvimento sócio-econômico da região. Ao todo são 150 fluxos de mobilidade oferecidos pelo projeto. Mais informações clique aqui.

Preciosa

O projeto Preciosa busca melhorar as capacidades de diálogo e de cooperação europeia e internacional das universidades latino-americanas, facilitando assim a celebração de acordos de parceria entre a Europa e a América Latina com vista à implementação de diplomas duplos e conjuntos. Mais informações aqui.

 

(Fonte: Assessoria de Comunicação do IBE)