Logomarca IBE

Missão brasileira conhecerá experiência das redes inteligentes europeias

O Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com a Associação de Empresas Proprietárias de Infraestrutura e de Sistemas Privados de Telecomunicações (APTEL), enviou, dia 27 de janeiro, missão técnica à Europa para trocar experiências com especialistas locais sobre redes inteligentes de energia elétrica, as smart grids.

Até 1º de fevereiro, os representantes brasileiros visitarão instalações de grids na Holanda, na Alemanha e em Portugal. Também se encontrarão com peritos do Joint Research Centre, laboratório científico e tecnológico da União Europeia.

Participam da viagem o superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Máximo Luiz Pompermayer; o diretor de Inovação Tecnológica da APTEL, José Gonçalves Vieira; e o assessor técnico da Secretaria de Inovação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Dermeval da Silva Júnior. A eles somam-se o líder de Projetos em Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC da Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Carlos Venícius Frees; o técnico especializado do Departamento de Mudanças Climáticas do MMA, Flávio Santos Gonçalves; e o colaborador do MMA Cláudio Lima. 

“Além da troca de experiências em relação ao funcionamento das redes inteligentes, esperamos entender um pouco mais sobre como as smart grids ajudam na redução da emissão de gases causadores do efeito estufa”, explica o representante do MMA Flávio Santos Gonçalves. “Sem falar da contribuição dessas redes para a eficiência energética e o fomento das fontes de energia renováveis”, conclui.

Os participantes do encontro serão recepcionados pelos representantes do Joint Research Centre, Marcelo Massera e Julija Vasil Jevska. A missão faz parte da ação de cooperação entre o Brasil e a União Europeia em Redes Inteligentes, inserida no Diálogo em Política Energética do Projeto Apoio aos Diálogos Setoriais UE-Brasil e contemplada pela 6ª Convocatória do mesmo. Darão sequência a esse evento uma nova missão para um simpósio internacional sobre smart grids em Lisboa, em abril, e um seminário, em maio, que receberá especialistas europeus sobre o tema, em Brasília.

 

(Fonte: Diálogos Setoriais)