Logomarca IBE

ONG AVA busca parceria com o IBE em discussões sobre pessoas com transtornos mentais

No intuito de estabelecer parcerias em discussões sobre os direitos das pessoas com transtornos mentais, as professoras Ana Aranha, da Escola de Enfermagem da USP, e Anna Luiza Monteiro, da ONG Associação Vida em Ação (AVA), foram recebidas no dia 22 de março pelo coordenador-geral do Instituto de Estudos Brasil Europa (IBE), Moacyr Martucci.O IBE tem como um de seus objetivos o envolvimento em suas ações de gestores públicos e atores privilegiados da sociedade civil, pequenas e médias empresas e ONGs.

Na reunião, a professora Ana Aranha apresentou ao IBE os projetos conduzidos pelo Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrico da Escola de Enfermagem da USP e da AVA, ONG a qual participa como diretora. Ela explicou que a AVA tem a missão de promover, difundir e garantir os direitos humanos de pessoas com transtornos mentais por meio da geração de renda e inclusão social pelo trabalho solidário.

Entre os objetivos da AVA estão promover o desenvolvimento econômico e social; apoiar atividades econômicas, experimentações de novos modelos sócio-produtivos e sistemas alternativos de produção, comércio e emprego; promover a ética, a paz, a cidadania, os direitos humanos, a democracia e outros valores universais; promover a valorização pessoal, reabilitação e reinserção social de pessoas com transtorno mental; viabilizar atendimento jurídico e psicológico a famílias e pessoas com transtorno mental e realizar parcerias com organizações e empresas para atingir os seus fins.

A AVA é voltada ao campo da Economia Solidária e Saúde Mental, uma política pública do Ministério da Saúde e do Ministério do Trabalho e Emprego implantada por meio da Secretaria Nacional de Economia Solidária, num sistema de cooperativismo onde o conjunto de atividades econômicas de produção, distribuição, consumo, poupança e crédito, organizadas sob a forma de autogestão, tem tido boa aceitação por parte de órgãos governamentais.

No encontro, as professoras manifestaram interesse em participar das discussões da área de Saúde e Biologia, hoje coordenada pela Universidade Paulista Júlio de Mesquita (Unesp), parceira do IBE. A contribuição seria por meio de troca de experiências e busca de soluções técnicas para o enfrentamento dos problemas sociais de forma sustentável e com vistas ao Desenvolvimento Humano. Dentro deste objetivo foi proposta a organização de um seminário aberto para discussão entre Brasil e Europa, cuja temática serão as estratégias no campo da sustentabilidade e desenvolvimento.

 

(Fonte: Assessoria de Comunicação do IBE)