Logomarca IBE

CNPq divulga chamadas públicas para iniciação científica e tecnológica

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) divulgou as chamadas públicas voltadas para a inscrição das instituições interessadas em participar dos programas institucionais de bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBIC-Af) e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI). O período destinado a esta primeira fase do processo de seleção das propostas segue até o dia 27 de maio. Já a divulgação dos resultados terá início a partir de 15 de junho.

As bolsas do PIBIC são destinadas às instituições públicas, comunitárias ou privadas, com ou sem curso de graduação, que efetivamente desenvolvam pesquisas e tenham instalações próprias para esta finalidade. Já as bolsas do PIBITI são direcionadas para as mesmas instituições, mas que possuem enfoque no desenvolvimento tecnológico e inovação, e também contam com instalações. No âmbito do PIBIC-Af, as bolsas destinam-se a instituições públicas que já participam do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) ou do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), e que possuam ações afirmativas para a promoção da igualdade de oportunidade para o ingresso de estudantes no Ensino Superior.

Como pré-requisitos para o PIBIC e PIBIC-Af, as instituições necessitam possuir uma política para iniciação científica, ter cadastro no Diretório de Instituições (DI) da Plataforma Lattes do CNPq, consolidado, ativo e atualizado, e cadastro do representante de Iniciação Científica indicado pelo Titular da Instituição ou Gestor Institucional, na mesma base de dados. Para o PIBITI, além dos instrumentos já mencionados, é necessário desenvolver atividades na área tecnológica e de inovação, e comprovar interação com empresas e/ou comunidade.

PIBIC - O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) é voltado para o desenvolvimento do pensamento científico e iniciação à pesquisa de estudantes de graduação do ensino superior. Os principais objetivos são: contribuir para a formação de recursos humanos focado na produção de pesquisas; para a formação científica destinada a qualquer atividade profissional vinculada ao setor; para reduzir o tempo médio de permanência dos alunos na pós-graduação; e possibilitar o acesso e a integração do estudante à cultura científica. Em 2012, os recursos destinados ao programa foram de R$ 110 milhões. No total, 24.210 bolsistas foram contemplados em 331 insitituições. O CNPq recebeu uma demanda de 33.017 bolsas de 350 instituições.

PIBIC-Af - O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBIC-Af) tem como missão complementar as ações desta natureza, já existentes nas Instituições de Ensino e Pesquisa de natureza pública. Seu objetivo é ampliar a participação dos beneficiários das políticas de ações afirmativas, em atividades acadêmicas de iniciação científica, em especial as que são destinadas à correção das desigualdades raciais para ingresso no Ensino Superior. O PIBIC-Af conta com a parceria institucional da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR/PR) para a concessão de cota de bolsas de Iniciação Científica nesta modalidade. Em 2012, R$ 3,7 milhões foram investidos no programa, sendo 800 bolsistas contemplados. O CNPq recebeu propostas para concessão de 2.856 bolsas, enviadas por 86 instituições.

PIBITI - Já o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) objetiva o estímulo à adesão de jovens do ensino superior nas atividades, metodologias, conhecimentos e práticas próprias ao desenvolvimento tecnológico e processos de inovação; além de contribuir para a formação e inserção de estudantes em atividades de pesquisa; para o fortalecimento da capacidade inovadora das empresasno país e para a formação do cidadão pleno, com condições de participar de forma criativa e empreendedora na sua comunidade. Em 2012, os recursos destinados ao programa foram de R$ 14 milhões, contando com um aporte no valor de 2 milhões, do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel). No total, 3.094 bolsistas foram contemplados. O CNPq recebeu propostas para a concessão de 6.711 propostas, enviadas por 198 instituições.

Confira as chamadas abaixo:

PIBIC

PIBIC-Af

PIBITI

 

(Fonte: Coordenação de Comunicação Social do CNPq)