Logomarca IBE

Ciência sem Fronteiras anuncia nova modalidade de bolsa e lança portais

O programa Ciência sem Fronteiras (CsF) anuncia nesta quarta-feira (17 de abril) uma série de ações que visam conferir mais efetividade e transparência ao programa, além da modalidade de bolsa para o desenvolvimento tecnológico no exterior. Participam da cerimônia o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o presidente do Conselho de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), Glaucius Oliva, e o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Almeida Guimarães, além do Embaixador da França no Brasil, Bruno Delaye.

O Portal de Estágios & Empregos é fruto da articulação do Governo Federal para a integração de bolsistas e ex-bolsistas do CsF e o setor privado. Na página constam informações sobre as vagas de estágios e empregos disponíveis para as áreas de ciência, tecnologia e inovação e destinadas aos perfis de mão de obra já selecionados pelo Programa. A ferramenta visa contribuir para a aproximação do setor empresarial ao ambiente de pesquisa e desenvolvimento e à própria comunidade cientifica e tecnológica, de maneira a otimizar o ambiente de inovação no país e oferecer um ensino de qualidade aos estudantes brasileiros.

O Portal de Acompanhamento consolida as principais informações sobre as bolsas concedidas pelo CNPq e pela Capes. Trata-se de um painel de consulta com informações e indicadores das bolsas do programa. Qualquer cidadão poderá acessar informações como número de bolsas concedidas, distribuição de bolsas por gênero, bolsas por estado de origem, países e instituições participantes. O portal será atualizado mensalmente.

Novas bolsas

A nova modalidade de bolsas de graduação apoiará, por meio de estágios e cursos, a participação de especialistas, tecnólogos e efetivo técnico-científico no desenvolvimento de pesquisas, estudos, treinamentos e capacitação em instituições de excelência no exterior. É denominada de Bolsa de Desenvolvimento Tecnológico no Exterior e compreende duas categorias: Júnior (DEJ) e Sênior (DES).

Parceria

A mais recente parceria firmada entre o Brasil e a França tem como objetivo permitir a participação de estudantes brasileiros em cursos de doutorado pleno no país europeu, pelo período de até 36 meses, em laboratórios e empresas, segundo a regulamentação francesa.