Logomarca IBE

Governo federal participa de ações do IBE

Em quase dois anos de funcionamento, o Instituto de Estudos Brasil Europa (IBE) conquistou o apoio e o engajamento de diversos atores importantes que estão contribuindo para o sucesso do projeto, que visa ao fortalecimento do ensino superior no Brasil e a promoção do crescimento mútuo entre as instituições e sociedades do Brasil e da União Europeia.

Dentre estes atores está o governo federal, que participa de reuniões e discussões em torno de temas importantes como a estruturação do programa de pós-graduação em nível de doutorado, que tem sido acompanhado pelo Ministério da Educação por meio da Coordenação de Aperfeiçamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Já os contatos para as parcerias com as universidades europeias tem o auxílio do Ministério das Relações Exteriores, por meio do Itamaraty. Em relação à área de pesquisa desenvolvida pelo projeto, o contato é o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Esta interação com o governo federal resultou na indicação do IBE como parceiro setorial por órgãos como o Itamaraty, MCTI, Capes e CNPq, atendendo solicitação do Conselho Europeu de Pesquisa. O Ministério das Relações Exteriores definiu ainda o IBE como nódulo focal do Brasil na participação dos diálogos entre Brasil e Europa.

A integração de pequenas e médias empresas, também uma das metas do projeto, tem sido garantida por meio do planejamento da pós-graduação em Gestão Pública, em nível de especialização. A especialização (clique aqui para mais notícias) será em convênio entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com a École Nationale d´Administration (ENA) de Paris.