Logomarca IBE

Proposta de Doutorado em Estudos Europeus do IBE está em fase final

A proposta de criação de um Doutorado transdisciplinar em Estudos Europeus do Instituto de Estudos Brasil Europa (IBE) está em fase de finalização e deve ser apreciada até o fim deste ano pelos membros do instituto, quando então será adequada e apresentada formalmente à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no ano que vem. A informação é do professor José Alfredo Gomes Arêas, da Universidade de São Paulo (USP), que é coordenador da classe de atividades de Pós-Graduação do IBE.

A área de concentração deste Doutorado será em Políticas Públicas Comparadas Brasil/Europa, com sete linhas de pesquisa a serem trabalhadas com foco no Desenvolvimento do Brasil: Tecnologia social – inclusão e autogestão; Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) para o desenvolvimento humano – inovação e acessibilidade; Tecnologias e políticas públicas para a saúde – envelhecimento e doenças negligenciadas; Gestão pública de recursos naturais – energia, sustentabilidade e ambiente; Governança – processos deliberativos e participativos; Cultura e imaginário social – diversidade e representação; Migração e Integração – impacto nas políticas públicas.

Dentro destas linhas de pesquisa serão propostos projetos em temas como Saúde mental: epidemiologia dos Transtornos Mentais, especialmente em idosos; Biologia e plasticidade muscular; Doenças negligenciadas no idoso; Sistemas, tecnologias e aplicações para a exploração do uso da Web no futuro; Fontes alternativas de energia e produção sustentável de alimentos, dentre outros.

Em uma próxima reunião ainda neste mês de novembro, as universidades parceiras do projeto vão finalizar a proposta e escolher os nomes dos orientadores que se ligarão ao programa e definirão as disciplinas a serem ministradas. O modelo será apreciado pelo IBE e, após sua aprovação, será submetido ao ex-coordenador de Área Interdisciplinar da Capes e membro atual do CTC da Capes, Arlindo Philippi Jr. para orientação e esclarecimento. Em seguida será aprovada a proposta definitiva que será apresentada formalmente à Capes para seu credenciamento.

O IBE vai ofertar a princípio dez vagas para alunos brasileiros e europeus para um total de 20 orientadores, dois para cada aluno, sendo metade brasileira e metade europeia. Com a proposta de seguir a transdisciplinaridade, o Doutorado vai abranger todas as áreas de conhecimento presentes no IBE.